Browsing Category:

Viagem Solo

VIAJAR SOZINHA, ENCONTROS E APRENDIZADOS

Posted in Viagem Solo
on 2 de junho de 2016

É seguro mulher viajar sozinha?

Uma das perguntas mais frequentes que recebo aqui no blog sobre é sobre ser mulher e viajar sozinha:

A resposta é SIM. Não tem muito segredo, de verdade. Basta tomar exatamente as mesmas precauções que você costuma tomar quando anda sozinha na sua cidade natal…

Agora para ter dicas de segurança no local em que você está, sugiro que converse sempre com o pessoal do seu hostel, hotel ou qualquer outra hospedagem em que esteja.  Como eles moram na cidade, já conhecem as áreas mais tranquilas, as que devem ser evitadas à noite, e os golpes mais comuns.  Vai sem medo, sem neura, sem grilos. Informe-se e sobre, e se joga mulher!!! Rapidinho você entra na vibe de se virar sozinha e fica mega esperta com tudo!

Bom deixa eu te contar minha experiência pra vocês. Então se você estiver em cima do muro, ou pensando em desistir porque não achou companhia, espero que esse post seja o empurrãozinho de que você precisava.

Por que eu escolhi viajar sozinha

Para ser bem sincera, basicamente, queria me divertir fazendo tudo o que eu quisesse, da forma que eu quisesse e na hora em que eu quisesse. Parece bem libertador, né?

E foi mesmo. Foi divertido e libertador me deu um animo, viajar sozinha foi tão maravilhoso que, como se não bastasse ter alcançado esse objetivo, eu ainda aprendi coisas de que eu precisava, coisas sobre pessoas, sobre mim, que fui aprendendo um pouquinho com cada pessoa querida que encontrava o meu caminho. E acredite, as pessoas que você encontra em seu caminho quando você viaja sozinha são verdadeiros presentes do universo.

A leveza das amizades de viagem

No começo, eu conhecia as pessoas, interagia, me divertia, me permitia confiar. Eu estava consciente de que cada uma das pessoas que eu conhecia estava no mesmo caminho que eu, cada um a seu modo. E em breve, cada um iria pro seu lado, levando consigo uma lembrança boa do outro e nada mais. E isso não era de forma alguma triste, era um presente poder ter convivido com aquelas pessoas e feito parte (mesmo que pequena) de uma viagem que provavelmente mudou a vida delas, da mesma forma que viajar sozinha e vivenciar esses encontros mudou a minha. Eu me senti muito aliviada e orgulhosa por finalmente estar em paz com o desapego que eu tanto buscava. Mas de fato, não é difícil desapegar quando você nem se aproximou muito, pra começo de conversa.

O que vou levar da experiência de viajar sozinha

Hoje, pra mim, fica bastante clara a minha progressão ao longo da viagem. Eu comecei me permitindo interagir e confiar nas pessoas, mas sem deixar me aproximar muito; e terminei dando abertura pra criar vínculos mais profundos e duradouros com as pessoas que eu encontrava e lugares que eu conhecia.

E aí é que vem a parte importante:

Esse aprofundamento não vinha mais com aquele apego exagerado que me causava tanto sofrimento. Agora, ele vinha com a aceitação de que os encontros acontecem e passam, mas a troca, as coisas boas, essas ficam, independentemente do que aconteça depois.

No fim, viajar sozinha me trouxe:

  • Grandes amizades
  • Aprendizados de que eu precisava muito.

E sou muito grata por ter sido um chacoalhão dos bons, dos divertidos, dos amorosos. Porque a gente aprende demais na dificuldade, mas aprender na alegria é melhor, né?

E aí? Decidida a viajar sozinha?