Browsing Tag:

ABU DHABI

Conhecendo a Mesquita de Abu Dhabi

Posted in Abu Dhabi
on 10 de abril de 2017

A mesquita de Abu Dhabi | Um dos templos mais bonitos que já visitei!

Você com certeza já viu alguma imagem dela em algum momento de sua vida e é de tirar o fôlego, não é? Imagine pessoalmente! Sabe aquelas coisas que você tira mil fotos e nunca se cansa, pois todos os ângulos são bons? É bem por aí. Saiba que visita-la te faz quase parar de respirar.

 

Seu nome original é Sheikh Zayed Grand Mosque, vulgo a “Mesquita Branca”. Construída a mando do Sheikh Zayed (o Sheikh que unificou os Emirados), é a única em Abu Dhabi que aceita a visitação de não islâmicos, já que é uma Mesquista que procura interagir com outras culturas.Sua filosofia se baseia na seguinte passagem do Alcorão:

“O mankind! We created you from a single soul, male and female, and made you into nations and tribes, so that you may come to know one another. Truly, the most honored of you in God’s sight is the greatest of you in piety. God is All-Knowing, All-Aware” (Qur’an 49:13)

“Ó humanos! Nós vos criamos de uma única alma, macho e fêmea e vos dividimos em povos e tribos, para que você possa vir a conhecer um ao outro. Verdadeiramente, o mais honrado de você diante de Deus é o maior de vocês piedade. Deus é Onisciente, Consciente de tudo. “(Alcorão 49:13)

 

Quando visitar a Mesquita de Abu Dhabi

Nós só podemos entrar na Mesquita de Abu Dhabi quando não for o momento oficial de prece islâmica, que acontece de tempos em tempos depois de um chamado oficial. O melhor horário para visitação é na parte da manhã, pois à tarde esses horários costumam mudar bastante.

Definitivamente mudei de ideia quanto ao horário de visitação! Queria ter chego na Mesquita por volta de 17:00 para ver o por do sol (que estava rolando por volta das 18:00 em Janeiro), A noite ela fica toda iluminada e, é simplesmente FANTÁSTICA! Super indico pesquisar quando será o por do sol na época da sua viagem para fazer esse esquema, assim você poderá enlouquecer em todos os horários 😉

Não deixe também de consultar os horários atuais no site para ver quando acontecerão os mini tours guiados, em inglês. Fique de olho se estiver planejando sua visita para uma sexta feira, pois é o dia santo deles, como nosso Domingo, e apesar da Mesquita abrir, os horários são bem restritos.

O que PODE e NÃO PODE

As regras para visitação da Mesquita de Abu Dhabi são beeeeeeeeeem rígidas. Eu tomei muito cuidado para não levar esporro e correr o risco de ser convidada a me retirar da Mesquita.  Quando cheguei passei por um detector de metais e logo fui encaminhada para pegar a burca, que já já vou contar como é, para podermos tirar as fotos na santa paz. Depois que estava toda montada, fui fazer um vídeo e APENAS levantei meus braços que estava a câmera, para mostrar a roupa para vocês. E aí veio um guardinha brigar comigo, e eu já pensei “o que que eu fiz?”. A resposta do cara foi “Don’t do any actions” (não faça nenhuma ação).

Isso quer dizer que você vai lá visitar, e não fazer nenhum tipo de brincadeira, mesmo lá fora, tirar suas fotos e não fazer nenhum tipo de movimento brusco, senão vai chover esporro!

O que vestir na mesquita de Abu Dhabi

Para nós mulherada entrarmos na Mesquita de Abu Dhabi sem colocar vestir uma Abaya, teremos que estar de mangas longas, calças largas, sem decote e com um lenço na cabeça, e tudo isso NÃO PODE ser COLADO no corpo. Ou seja, vista-se o mais adequado possível!

Eles emprestas a vestimenta sem nenhum custo, e você usa o tempo que quiser enquanto estiver na mesquita. Eles não ficam com seu passaporte e nem outro documento ( pelo menos no dia que eu fui), então relaxem e aproveitem o passeio.

Os homens passam por pouca restrição, só não podem entrar de bermuda, mas se quiser usar a roupa típica pode pegar emprestado e acredito que seja no mesmo esquema.  Apesar de eu querer muuuuito usar a abaya, e ter a sensação  e sentir um pouco do que as mulheres árabes passam dentro dela, mas confesso que estava um pouco apreensiva delas serem suadas ou fedorentas; mas me surpreendi. Após o uso, as burcas são jogadas diretamente para lavagem, e você recebe a sua super limpinha e cheirosa e eles oferecem até de tamanhos diferentes!

Não esqueça de levar lenços coloridos para dar um pouco de cor ao modelito! Vale a pena para fazer fotos diferentes! 🙂

Outra exigência para entrar na Mesquita de Abu Dhabi é tirar os sapatos. Há prateleiras do lado de fora para guardar os chulés. E naquele calor é simplesmente uma delícia pisar naquele tapete persa gigantesco e fresquinho!

É permitido fotografar no interior da Mesquita, sem flash. Lá dentro, você deve falar baixo, andar atrás dos homens e tomar cuidado com todos seus movimentos, pois tudo significa alguma coisa. Abaixar, sentar, tudo tem um sentido.

No interior da Mesquita de Abu Dhabi há o maior tapete feito a mão do mundo e muuuuuito ouro nos lustres e detalhes. (está tudo documentado aqui no youtube) Mesmo com tantas regras vale muuuito a pena fazer essa visita, pois ela é incrível por dentro e por fora.

Agora algumas fotos:

 

A visita à essa grandiosidade é completamente grátis! Entrada, Abaya e estacionamento. Não tem como deixar de ir, não é? E me contem nos comentários se que acharam e se iriam!!!

Emirados Árabes: Dubai | Abu Dhabi | Sharjah – chegando à terra dos camelos!!

Posted in Abu Dhabi, Dubai, Sharjah
on 9 de fevereiro de 2017

conexaoabudhabi2

Considerado o mais novo destino de luxo do mundo atual, os Emirados Árabes encanta pela sua opulência! Lá, tudo é  muito grande, chique, suntuoso, diferente… Você vai ouvir ou ver que aqui é : O mais alto do mundo, o maior shopping do mundo, o maior aquário do mundo, o único hotel 7 estrelas do mundo e uma pista de ski no meio do deserto, e por ai vai…

A cada novo dia, toneladas de concreto se elevam formando um mar de arranha-céus com arquiteturas modernas e vibrantes.

foto retirada da internet

foto retirada da internet


História
Originalmente uma aldeia de pescadores e coletores de pérolas existente há séculos na baía da Dubai, a cidade moderna data da década de 1830, quando a tribo Bani Yas, da família dos Al-Maktoum ali se instalou e recusou obediência a Abu Dhabi. Os sheiks seguintes estimularam os contatos com os povos estrangeiros, especialmente britânicos, enquanto o Dubai se tornava um porto de grande escala.
População
A população nativa de Dubai é minoritária. Mais de três quartos dos habitantes da cidade são originários de outros países, em especial, do sul da Ásia e das Filipinas.
O idioma oficial é o árabe, mas o inglês é amplamente falado e é ensinado nas escolas.
Religião
A religião oficial é o Islam.
Economia
Ao contrário dos demais Emirados Árabes Unidos, a economia de Dubai não se baseia primordialmente na exploração do petróleo. Apenas 7% da renda do emirado é obtida dessa fonte. A maior parte dos recursos provem da zona franca Jebel Ali, onde se localiza o porto de Dubai (o 13° mais movimentado do mundo) e empresas multinacionais que gozam de vantajosas isenções comerciais e fiscais. As atividades relacionadas ao turismo também têm aumentado sua participação na economia.

A Viagem

A ideia de ir aos Emirados surgiu da oportunidade de fazer uma viagem de férias. É claro que com a ajuda de algumas amigas tudo se tornou possível, e assim surgiu a grande oportunidade de conhecer este famoso destino de luxo e termos um primeiro contato com a cultura árabe! Eu não via a hora de contemplar as maravilhas arabescas dos Emirados…
O visto:  Brasileiros precisam de visto para entrar nos Emirados, então decidi o quanto antes tirar o visto (por precaução), apesar de que se você comprar as passagens seja com a Etihad ou Emirates (as empresas entram como Sponsor ” uma especie de patrocinador” o que te deixa meio que com o visto garantido. Todo o processo foi feito por e-mail, exceto a taxa, de cerca de USD 96 para o visto de turista com validade de 60 dias, mas a sua estadia só pode ser por 30 dias, podendo ser renovado. Mas tudo isso é explicado no site tanto da Emirates quanto da Etihad. Fiz todo meu processo pelo site da Etihad e foi super fácil e simples. Mas em outro post eu detalho melhor sobre como tirar o visto.
img_7986-1
Parti então num vôo da Etihad, às 23:40h da noite para enfrentar 14 horas de viagem até Abu Dhabi. O voo realmente foi muito tranquilo, a bordo a empresa oferece vários tipos de entretenimento, como por exemplo, centenas de filmes, sendo vários deles em cartaz, além de jogos, músicas, mapas e câmeras de vídeo onde você vê tudo que acontece do lado de fora da aeronave, em 2 ângulos diferentes. A cortesia das comissárias também merece destaque. A parte da alimentação foi muito tranquila também.
istambul-014
Bem, o vôo foi super tranquilo e cheguei em Abu Dhabi 14 horas depois, já noite (20:30h). O aeroporto de Abu Dhabi é bem grande, e tudo reluz! O free shop também é um  grande, mas acabei não estendendo lá já que tinha que pegar um ônibus da Etihad para Dubai. Como Abu Dhabi e Dubai são um países muçulmano, bebidas alcoólicas são proibidas em bares e restaurantes. Somente hotéis (mas é caríssimo) e algumas lojas credenciadas (com pessoas cadastradas e portadoras de carteirinhas especiais) vendem bebidas alcoólicas. Então, neste caso, a dica é comprar algumas bebidas no free shop e levar para beber no hotel. Não fiz isso porque  não bebo nada alcoólico, mas caso você queira tentar… Fica a dica aí!!!!
Mesmo eu indo no inverno, logo na saída do aeroporto já veio aquele “bafão” quente do deserto!! Oh calor!!!!!!  Logo atravessei o estacionamento e ali peguei um ônibus para Dubai (seviço que a propria empresa oferece sem custo, mas é preciso se cadastrar e fazer sua reservaantes do voo).

Como cheguei na noite de ano novo, a cidade estava um caos, assim que cheguei em Dubai logo pedi um uber e fui direto ao encontro da minhas amigas que estavam me aguardando na residencia de comissários da Emirates próximo ao Burj Khalifa. Confesso que foi muito difícil chegar até lá, e na verdade não cheguei porque meu amado motorista me deixou no hotel errado. Então ai vai um ALERTA : Cuidado com os motoristas de taxi, ou uber em Dubai, eles tendem a dar uma enganada nos turistas.

Uma boa opção de hospedagem são o bairro de Deira e Bur Dubai (inclusive são mais baratas e a localização é muito boa).